.: Polo da Moda – O melhor da moda no Ceará e no Brasil :.

Negócios

Redução do ICMS na indústria de confecções

Até o dia 17 de Julho, será encaminhada pelo Governo do Estado do Ceará, à Assembléia Legislativa para votação, uma proposta de redução do ICMS (Imposto sobre a Circulação de Mercadorias e Serviços) e simplificação da tributação para o setor de Confecção, autopeças e construção civil, seguindo a política de desoneração fiscal do atual Governo, que desde 2007 vêm reduzindo as alíquotas de diversos produtos nos segmentos da construção civil, higiene pessoal, alimentos e hortifrutigranjeiros.

Outra medida sendo estudada pelos legisladores é o Fundo de Desenvolvimento do Comércio Varejista (FDCV), que permitirá um desconto, aos empreendedores cearenses, de até 75% no pagamento do ICMS. A abertura de novas lojas ou ampliação das já existentes são as condições para que se possa ser concedido o benefício, que terá como critérios para a definição do desconto a geração de emprego, a localização do empreendimento, o valor do investimento, a responsabilidade social e a utilização do emissor de cupom fiscal (ECF).

Segundo o secretário estadual da Fazenda, Mauro Benevides Filho, “As medidas permitirão que essas atividades possam atuar no mercado com uma maior competitividade”.

Filho informa ainda que as novas alíquotas, só serão divulgadas no próximo dia 16 pelo governador Cid Gomes, por ocasião das comemorações do Dia do Comerciante.

No mês de junho, a arrecadação própria do Ceará foi de R$ 402,7 milhões, superior aos R$ 388,5 milhões alcançados no mesmo mês de 2008. O maior responsável por esse incremento foi a arrecadação do ICMS, o principal imposto de competência local. Com uma elevação de 6,21%, os recursos que chegaram ao Tesouro do Estado através do tributo passaram de R$ 2,185 bilhões para R$ 2,321 bilhões.

“A elevação foi possível devido à política de desoneração tributária, ao aumento de eficiência da máquina, à sistemática de substituição tributária, ao acompanhamento dos postos fiscais de fronteira, à conferência do valor declarado pelas firmas com os dados dos cartões de crédito e ao programa Sua Nota Vale Dinheiro”, explicou Mauro Filho.

MAIS INFORMAÇÕES SOBRE O ICMS NA INDUSTRIA DE CONFECÇÕES

No próximo dia 22 de julho, às 18 horas, os confeccionistas poderão tirar suas dúvidas sobre o imposto no seminário – ICMS aplicado à indústria de confecções – obrigações principais e acessórias, promovido pelo Sindicato da Indústria de Alfaiataria e Confecções de Roupa de Homem de Fortaleza (Sindroupas).

Para esclarecer o segmento de confecções sobre a correta aplicação da legislação de ICMS no setor, o consultor fiscal da Secretaria da Fazenda (Sefaz), Antonio Gilson Aragão de Carvalho, irá mostrar aos empresários, contadores e ao pessoal técnico operacional contábil das indústrias de confecções os procedimentos corretos que devem ser adotados para evitar autuações do fisco estadual.

O evento ocorrerá no auditório José Flávio Costa Lima, na sede da Federação das Indústrias do Estado do Ceará (FIEC).

Segundo o presidente do Sindroupas, Túlio Colares, o seminário ocorre em momento oportuno para que as dificuldades do setor sejam discutidas e para que haja um estreitamento de relações entre o fisco e os contribuintes.

As inscrições são gratuitas e podem ser feitas pelo telefone (85) 3264-0738.

Fonte: Sindiroupas e Jornal o Povo

Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Comentários Recentes
  • Cleide: As roupas são até boazinhas , Mas isso para o consumidor final. Porque para quem tem loja e revende a marca, é assim eles lançam 4 coleções no ano...vendem e para o logista. O logista compra e tem que fazer PROMESSA COLOCAR NAS ORAÇÕES PEDIR PARA TODOS OS SANTOS para a Turma da Malha poder entregar a mercadoria. Primeiro chega os boletos vc começa pagar, e depois vem as dores de cabeça....porque a mercadoria não chega na sua loja. Ai vc liga lá na Fabrica, Na empresa MISS TRM TURMA DA MALHA NO CEARA E COMEÇA A DESFEITA, COM SUA CARA. AS ATENDENTES RESPONSÁVEIS ALINE , CLEBIANA, QUE DEVERIA TRATAR O CLIENTE (LOGISTA) QUE COMPRA A COLEÇÃO E PAGA O SALÁRIO DELAS. ELAS TRATAM SUPER MAU , COM ARROGÂNCIA E SE VC RECLAMA PEDE PARA QUE JUSTIFIQUEM TANTO ATRASO NA ENTREGA, OU A FALTA DE PEÇAS QUE NÃO VEIO , ELAS SIMPLESMENTE DESLIGA O TELEFONE NA SUA CARA. AI VC LIGA NOVAMENTE PEDE PARA FALAR COM UM ALGUÉM SUPERIOR NA ESPERANÇA DE APENAS TER UM SOLUÇÃO. A RESPONSÁVEL PELAS DEPARTAMENTO DE VENDAS AO LOGISTA SRA. CLEBIANA TE TRATA IGUAL OU PIOR QUE A PRIMEIRA ATENDENTE. AS ROUPAS DA TURMA DA MALHA NÃO SÃO AS MELHORES ,MAS TAMBÉM NÃO SÃO AS PIORES. MAS A EMPRESA EM FORTALEZA ESTÁ COM OS PIORES FUNCIONÁRIOS. TODOS SEM PREPARO E SEM EDUCAÇÃO. SE CONTINUAR ASSIM ESSA EMPRESA VAI PELO MESMO CAMINHO DE OUTRAS QUE JÁ TIVERAM NO TOPO, E POR ESSES MOTIVOS FORAM PARA SARJETA. PARA QUEM PRETENDE UM DIA REVENDER TURMA DA MALHA, MUITO CUIDADO. PORQUE VC COMPRA A MERCADORIA DELES E ELES TE MANDA O QUE ELES BEM QUISER E QUANDO QUISER. E VC NÃO PODE RECLAMAR. VC COMPRA A COLEÇÃO VERÃO E RECEBE NO OUTONO/QUASE INVERNO. SEMPRE PAGUEI MINHAS CONTAS EM DIA, NÃO DEVO NADA PARA NENHUM FORNECEDOR. É POR ISSO MINHA INDIGNAÇÃO COM ESSA QUE É A PIOR EMPRESA NO RAMOS DE CONFECÇÃO.
    Ver Post
  • Dilma Costa da Silva: Sou revendedora de várias marcas de confcçoes, e minhas clientes sempre perguntam pela marca dimental, Gostarias que os senhores entrassem em contato comigo para melhores informaçoes. 92 81695532 e( 81695532 warisap). DILMA em 26/10/2013
    Ver Post
  • claudia Luna da Silva: Eu gostaria de revender essa marca pois ja sou vendedora de algumas marcas e me falta esse ,pois ja vi pessoas usando e gostei muito.Gostaria de saber onde encontrar.Se ja tem representante da marca em Manaus. Cláudia Luna
    Ver Post
  • liliane: eu adoro as roupas da rkides meus 3sobrinhos usa agora nasceu uma menina e eu gostaria de ver a coleçao para criança de 1ano
    Ver Post
  • ODACIR ZORZETTO: OLA TRABALHO NA AREA DE VENDA A MAIS DE DEZ ANOS GOSTARIA DE SABER SE VOCES JA TEM REPRESENTANTE NO ESTADO DO MATO GROSSO. ATT. ODACIR ZORZETTO
    Ver Post